4.6.08

lenora & eu

uma floricultura no caminho
do feriado e o arranjo
pra mãos que adoram
espinhos

na trama complexa
de um vestido aéreo
em postos de gasolina
estreitos

que exigem braços tensos
pra manter seguro o que
deus sabe eu tenho
espelhos

em casa (ela diria)
e assim mesmo não posso
continuar aqui
estática

hoje é um dia ótimo
os carros todos podem
deixar em paz meu
espírito