5.12.08

saúde

não fosse aquele rapaz no ônibus me levar umas fitas numa sexta-feira, talvez eu não conhecesse minha banda preferida dos anos todos que viriam. e também não desenvolvesse uma erotomania ridícula da qual hoje me envergonho. de qualquer forma, no sentido de gostar muito de um texto ou música a ponto de se apaixonar, acho que uma pequena erotomania é saudável.

sempre esses discos e livros virão encomendados no ônibus. e outros, outros ônibus, colecionáveis e conectados. nada mais saudável do que roubar pra si aquilo que é valioso pra alguém.


2 comentários:

 ­adan ­arruda. disse...

tipo o jogo da amarelinha da biblioteca municipal, menina?

rá! abraço ana.

Rodriane DL disse...

Lindo isso nééé