13.1.09

monarquia

as nuvens se atropelando
imensas a gente pensa
que terá um bom ano

as frutas estranhas
na estrada aquele seria
o último

dia da bicicleta roxa
quando o telefone toca
saio na rua de pijama

as nuvens lá suspensas

e a gente sempre pensa
que terá um bom ano

6 comentários:

amanda. disse...

é porque a gente insiste em ter esperança.


;)

Mariana disse...

é porque a gente insiste...

belino disse...

e quando nem parece que é outro ano.

e se o anterior não foi tão bom assim, imagine o que vem!

=)

que as nuvens possam clarear o céu das pessoas.

Alice Sant´Anna disse...

puxa, ana, eu gosto muito dos seus poemas. beijo grande e um super 2009.

 ­adan ­arruda. disse...

faço planos de futuro, não gosto mais do passado. já me acostumei com dia-a-dia ao invés de vida inteira.

ou, um dia de cada vez.
mas sempre penso em melhoras.

cris disse...

ana,
espero mais poemas para dois mil e nove.
um beijo.