12.5.08

da vontade de engolir

I love you so much I could eat you

é a frase de impacto desse filme chamado trouble every day (aqui desejo & obsessão, pelo menos não é desejo proibido), dessa diretora francesa chamada claire denis (agradecimentos à mona lisa), com o vincent gallo num habitual personagem de sobrenome brown e essa história de gente faminta que serve de metáfora para a falta de limites do amor & os brindes que sempre vêm com ele.

a gente não devia gostar de ver gente sofrendo tanto por amor (e sangrando litros), o que é mesmo um problema diário - e a gente gosta. outra incoerência inevitável e sincera é que um filme tão brutal seja também tão delicado. e ainda tem a trilha sonora do(s) tindersticks:




14 comentários:

Mona. disse...

Querida Ana,
saudade.
Tente ver a filmografia da Claire Denis, as vezes penso que ela é uma das poucas mulheres talentosas do cinema.
Os outros filmes tem uma linguagem muito boa, algumas boas surpresas, aposto que você vai se identificar.
Um abraço enorme.

ps. nennette et bonni e vedredi soir tem uma trilha sonora bem bonita! (bem indie-ana)

.lela. disse...

.com essa trilha com certeza vou chorar litros, até porque, as circunstâncias são irritantemente favoráveis. antes vou comprar umas caixinhas extras de softy's, rsrs.
:*

.lela. disse...

.ah... e doces, muitos doces, pra curar tudo depois!

Cecília Borges disse...

Concordo com Mona.
A filmografia de Claire é maravilhosa.
Keep it for Yourself, em especial, me marcou muito!

ana guadalupe disse...

lela, também estou nas melhores condições pra chorar - e "estômago forte".

mona lisa, saí pro almoço pensando em outras mulheres talentosas do cinema... e não consegui pensar em nenhuma!
você tb gravou pra mim o nenette et boni, ainda não assisti. e vou baixar os outros.

e cecília, que legal que você gosta. espero assistir esse seu preferido também.

Karla Nazareth disse...

vou ver (-;

Mona. disse...

Ana, agora tente pensar nas mulheres talentosas do mundo e vai piorar. As vezes penso que as mulheres só se preocupam com coisas como moda! clap clap.(eu queria não ser tão determinista)

Parece que a Claire Denis foi assistente do Wim Wenders e de outros.


Então, em Nenette et Boni toca Tindersticks e Leonard Cohen.

ana guadalupe disse...

eu às vezes concordo (triste) sobre as mulheres.

é, li que ela foi diretora assistente no paris, texas e também num filme do jim jarmusch!

.lela. disse...

Mona, nessas horas eu penso na Natalie Portman, que fica deprimida toda vez que precisa lançar um filme. "Só querem saber sobre minha roupa, meu sapato, como cuido da pele, qual a minha dieta de boa forma..."
Há excessões. Raras.

Anônimo disse...

reunião de meninas.

=,]

(menino de cabelos não entra? risos.)



r.

carlos disse...

depois de ler os comentários fiquei pensando numa diretora. lembrei da lucrecia martel. melhor coisa da argentina, das melhores do mundo, sem dúvidas. pelo menos mais uma.

ana guadalupe disse...

também fiquei pensando e só consegui lembrar da catherine breillat, mas os filmes dela não são assim tão bons (acho).

carlos, tenho "o pântano" (da lucrecia) em casa, mas nunca assisti! ouvi dizer que é muito legal mesmo e simpatizo com a argentina.

Mona. disse...

O mundo é dos homens, eles construiram tudo, inventaram as piores doenças e as próprias curas...e as mulheres, ah, as mulheres do Fassbinder.:)

ana guadalupe disse...

minha amiga camila que tb gosta do fassbinder. vou assistir um dia!