14.5.07

toc

quem bate à porta
acredite
não é o frio

que é costume mandar embora

não são os escoteiros
ou as mulheres da igreja
ou os sujeitos de boina

hoje não abra

quem bate
é esse intruso
que de brinde levará
as chaves e
o dente mole
há anos à espera
de um impulso
no barbante

e mudará
por completo
o sentido
dos rituais noturnos
pra checar mil vezes
se a porta
foi trancada


2 comentários:

Leandro Jardim disse...

Gostei do blog! Bonitos poemas também os do Portal Literal!!!

beiJardins

Felipe disse...

Nossa, muito bonito! =D

Mas eu até acho legal quando alguém empolado bate palmas e pergunta num entusiasmo só: "Tem cinco minutos pra Jeová?"
Parece que gostam tanto disso que eu até me sinto útil... ueheh

Hum... tá, até! =)